Vida cultural ganha novo impulso em Bauru

Fim de março e início de abril marcados por atrações Culturais

O fim de março e o início de abril foram marcados com eventos que agradaram públicos de diversas idades, em Bauru.

No começo da noite deste domingo, 02/04, cerca de 700 pessoas cantaram e dançaram juntos com a Banda “francisco, el hombre”, no show “Solta as bruxas” no Parque Vitória Régia, trazida pelo Programa Circuito Cultural Paulista. Na sexta-feira, 31/03, a Orquestra Sinfônica atraiu uma plateia diversa, durante o Concerto que encerrou o mês de Março.

Circuito Cultural Paulista

A Banda “Francisco, el hombre”, foi uma das atrações patrocinadas pelo Programa Circuito Cultural Paulista, realizada pelo Governo do Estado em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, assim como a Banda Medulla que abriu a programação do Circuito, no dia 24/03, sexta-feira.

No último domingo (03), a bela atração contou com um repertório que apresentou sonoridades tradicionais e regionais latino-americanas, cantadas em espanhol com sotaque brasileiro e português com sotaque latino levantou o público presente, através dos músicos Juliana Strassacapa, Mateo Piracés-Ugarte, Sebastián Piracés-Ugarte, Rafael Gomes e Andrei Kozyreff.

Antes, no dia 24/03, sexta-feira, foi a Banda Medulla que a abriu a programação trazida pelo Circuito, com Raony, além dos músicos Alex Vinicius (guitarra) e Tuti AC (baixo, com um som caracterizado por não ter uma fórmula semi preparada e ao mesmo tempo com o poder de reunir jazz, trip hop, rock e hardcore com letras que também carregam a mesma distinção em relação a maioria dos outros grupos no país, de acordo com a assessoria.

O Circuito Cultural Paulista é um programa idealizado e mantido pelo Governo do Estado de São Paulo, em que ao longo do ano, cada cidade parceira recebe um espetáculo por mês, de março a junho e de agosto a novembro, de forma a compor temporadas artísticas que movimentam a vida cultural dos mais de 100 municípios participantes, valorizando os teatros e centros culturais locais, além de espaços alternativos.

Orquestra Sinfônica Municipal encerrando o Mês de março

Na sexta-feira, 31/03, a Prefeitura Municipal, através da parceria entre as Secretarias Municipais do Meio Ambiente e de Cultura, promoveu a apresentação do Concerto da Orquestra Sinfônica Municipal, que marcou o encerramento do mês de março em que se comemora as datas do Dia Internacional da Mulher (08/03) e do Dia Mundial da Água, (22/03).

Aos poucos as pessoas que saíam do trabalho, famílias, frequentadores assíduos da Praça foram se aglomerando e um público atento se formou em frente ao antigo Coreto da Praça Rui Barbosa, onde cerca de 70 músicos apresentaram um repertório eclético, que trouxe desde clássicos de Tchaikovsky até o pop de Michael Jackson e o rock do Led Zepelin.

Estiveram presentes ao evento, a Chefe de Gabinete, Majô Jandreice; os secretários de Cultura Luiz Fonseca e do Meio Ambiente, Mayra Fernandes da Silva e o presidente do Departamento de Água e Esgoto (DAE), Eric Edir Fabris.

Outras atrações deverão ocupar a Praça e outros espaços públicos, segundo o secretário Luiz Fonseca, difundindo assim, o entretenimento cultural por diversas regiões da cidade.

Eventos particulares

Paralela a toda essa movimentação, contamos com as ótimas atrações oferecidas pelo SESC e pela Hípica, além da Sagae que abre suas portas para eventos maiores, como é o caso de Paula Toller, que chega no próximo dia 08.

E méritos para a OAB-Bauru, que tem aberto seu auditório para eventos culturais, a exemplo desta quarta-feira, dia 05 de abril, quando irá acontecer o “Primeiro Encontro do Maracatu Baque Mulher”. O evento conta com a presença da fundadora do Maracatu Baque Mulher, Mestra Joana, que vai compartilhar todo o seu conhecimento.

O que não se pode deixar de lado são as atrações locais (que merecem um cadastro e agenda), que sempre estão a encantar os assíduos frequentadores de bares e restaurantes e mostram seu talento.

Se há uma pasta que nitidamente foi revitalizada foi da cultura e que fique assim, porque não só de pão vive o homem.