O tão sonhado Pólo Tecnológico

Viabilidade do Polo Tecnológico de Bauru é discutida entre Prefeitura, universidades, empresas e setores ligados à tecnologia da informação

Realizada nesta quarta-feira, 29, reunião para dar seguimento ao estudo de viabilidade para a criação do Polo Tecnológico de Bauru.

Foto de Priscilla MedeirosO encontro foi promovido pela Prefeitura de Bauru, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda (Sedecon) e aconteceu na sede do Sebrae/Bauru. Segundo a secretária Aline Prado Fogolin, a criação do Polo Tecnológico é uma das propostas inseridas no plano de governo do prefeito Clodoaldo Gazzetta. Mais fotos do acontecimento aqui.

Participaram da reunião, representantes das universidades, empresas e setores ligados à tecnologia de informação. O prefeito Clodoaldo Gazzetta, em viagem a São Paulo, foi representado pelo vice-prefeito e secretário das Administrações Regionais, Antônio Carlos Gimenez. Também estiveram presentes as secretárias Letícia Rocco Kirchner (Seplan) e Isabel Miziara (Educação), o presidente da Câmara, Sandro Bussola, e os vereadores, Chiara Ranieri, Fábio Manfrinato, Manoel Losila, Sérgio Brum e Roger Barude. O Sebrae foi representado pelo seu Gerente Regional, Newton Rosseto.

Os consultores Galdenoro Botura Junior e Ekaterina Barcellos, ambos da Unesp, e Vitor Moura, do Sebrae, explicaram aos participantes o que é um Polo Tecnológico e uma visão geral das potencialidades da cidade e do mercado. A abertura da reunião contou com uma teleconferência com o astronauta bauruense, Marcos Pontes.

A secretária Aline Prado Fogolin avaliou como extremamente positiva a participação na discussão, com foco na inovação, tecnologia e ciência, ressaltando que o estudo será o embrião do Polo Tecnológico. O grupo que esteve reunido terá agora um prazo de 30 dias para apresentar contribuições e sugestões, que serão analisadas pela Sedecon e secretarias parceiras, e num prazo de 60 dias todos voltam a se reunir já ampliando o debate para outros segmentos interessados.

A agenda atende ao decreto 13.321, de 26 de janeiro de 2017, assinado pelo prefeito Clodoaldo Gazzetta, que estabelece um prazo de 90 dias para a criação e composição da Comissão de Estudos para a criação do Polo Tecnológico de Bauru, que tem a secretária da Sedecon como coordenadora.

A proposta de criação do Polo Tecnológico de Bauru é uma das ações que buscam desenvolver as potencialidades econômicas da cidade, contribuindo para a geração de emprego e renda e para a construção de uma agenda positiva com foco na elaboração do conceito de Cidades Inteligentes.