Sanduíche bauru em livro

O fotógrafo Celso Melani, depois de um bom tempo, decidiu transformar em livro tudo que sabe a respeito do sanduíche bauru. Claro que como bom profissional que é, pesquisou muito para que o trabalho ficasse completo.

Pronto, o resultado está aí, num livro super bem editado, com capa dura e requisitos de um produto editorial produzido com carinho e capricho. Texto de Eloah Segalla Passarelli e pesquisa de Renato Cardoso.

É um livro de “comer com os olhos”: “Bauru: a cidade e o sanduíche”, que certamente irá contribuir para aumentar ainda mais a autoestima dos bauruenses, já tão orgulhosos de seu lanche cosmopolita.

O renomado fotógrafo Celso Mellani é o autor da homenagem que vem suprir uma inexplicável lacuna editorial. “Nunca me conformei de nunca ter visto, antes, um livro que unisse a história da cidade e do sanduíche. Afinal, o ‘bauru’ é bem conhecido pelo mundo afora”, justifica Mellani. “Acho que uma das principais ‘ambições’ e contribuição dessa obra é levar para as pessoas a história do sanduíche e da cidade. E também promover a receita original do bauru – que é tido como patrimônio -, mas em muitos lugares ainda vemos a receita virando misto”, alega o autor.

O bauru e a Bauru

Fotógrafo há 35 anos e vivendo em Bauru, Celso começou a flertar com o sanduíche em 2004, quando foi contratado para fotografar o bauru para uma campanha publicitária do Skinão. Antes disso, Mellani já havia realizado exposições fotográficas sobre a cidade e, em 2007, tinha lançado um material digital que fez muito sucesso na Internet ao conciliar as imagens do lanche com a paisagem local.

Desde essas experiências, o fotógrafo começou a acalentar a ideia de criar um livro que contivesse a receita original do sanduíche bauru, a história de sua criação e os aspectos lúdicos da cidade que batizou um dos lanches mais famosos do mundo. “Todo mundo conhece o bauru, mas e ‘a’ Bauru?” – dizia ele, preocupando-se também com as modificações na receita original que vinham se disseminando pelos quatro cantos do país, apesar do mesmo ter se tornado um Patrimônio Imaterial da cidade, em 1990, tendo sua receita registrada por lei municipal para ser protegida de adulterações.

Da ideia surgiu o “projeto” que foi inscrito pelo fotógrafo e contemplado no Programa de Estímulo à Cultura da Secretaria de Cultura Municipal. Com o apoio institucional da Faculdade de Artes, Arquitetura e Comunicação (Faac), da Unesp, e apoio operacional do Skinão, a obra ainda contou com o incentivo de várias empresas e instituições locais que adquiriram lotes do produto final para brindar seus próprios clientes, colaboradores e amigos.

Ingredientes’ especiais

“Bauru: a cidade e o sanduíche” (“The city and the sanduiche”) nasce bilíngue com uma tiragem de 4 mil exemplares e 44 páginas, impresso pela Tiliform, totalmente “recheado” de fotos da cidade e informações sobre a geografia, a história, a cultura, o turismo e o desenvolvimento da terra de origem de Casimiro Pinto Neto, o verdadeiro inventor do lanche. Através de uma ampla pesquisa e contando com a consultoria imprescindível de dois mitos bauruenses, o historiador local Irineu Bastos e o biólogo especialista em Cerrado, prof. Dr. Osmar Cavassam (Unesp), Celso Mellani “temperou” a obra com estratégicas informações que, certamente, farão os leitores conhecerem melhor a cidade por trás do lanche. A comercialização da obra será feita pelas livrarias Jalovi, Empório Cultural e Doceana.

Um texto muito bem elaborado intercala as ótimas fotos assinadas por Melani e produzidas por Cristiane Melani.
Vale a pena conferir. Leia também Um olhar sobre a cidade sanduíche

Serviços:
à venda na Doceana:
R Antônio Alves, 34 – qd-27 – – Vila Aeroporto Bauru – Bauru, SP – CEP: 17012-431
(14) 3234-8985
(14) 3223-4913
Editora: Canal 6
Autor: Celso Melani
Tradutor: Leila Axcar

botao-voltar