Bauruense da gema,  Richard nasceu em 10 de outubro de 1935,  filho de duas tradicionais famílias de descendência italiana.

Do lado materno, a família Marchioni. O avô, Valentim Marchioni, foi conhecido comerciante na quadra 2, da Rua Batista, onde funcionava sua casa de carnes. Dentre os tios, destaque para a Nida Marchioni, emérita compositora e professora de piano. Sua mãe, Adélia, pontificou em atividades assistenciais, dirigindo por várias décadas uma oficina de costura que atende migrantes e famílias pobres.

Do lado paterno, a família Simonetti. A avó Helena, viúva, foi uma batalhadora, cuidando de 8 filhos, dentre os quais se destacariam os filhos João e Afonso Simonetti, pioneiros da radiodifusão em nossa cidade. O pai, Francisco, o saudoso Chico Simonetti foi dedicado e conhecido enfermeiro que trabalhou muitos anos com os doutores Alípio dos Santos e João Braulio Ferraz, conceituados médicos bauruenses.

Casado com Tânia Regina Simonetti, é pai de Graziela, Alexandre, Carolina e Giovana, e avô de Rafaela, primeira neta.

Foi funcionário do Banco do Brasil de 1956 a 1986, quando se aposentou. Passou, então, a dedicar-se inteiramente às atividades espíritas, particularmente no Centro Espírita Amor e Caridade, ao qual está ligado desde a infância.

O CEAC destaca-se pelo largo trabalho que desenvolve no campo social, envolvendo Albergue, Centro de Triagem de Migrantes, Atendimento à população de rua, Creche, Assistência Familiar, Cursos Profissionalizantes… A instituição beneficia perto de vinte e cinco mil pessoas, anualmente.

Expositor espírita tem percorrido todos os Estados brasileiros, em centenas de cidades, e também outros países, como Estados Unidos, França, Suíça, Itália e Portugal…

Articulou, em 1973, o movimento inicial de instalação dos Clubes do Livro Espírita, que prestam relevantes serviços de divulgação em centenas de cidades.

De 1964 a 1994 participou da União das Sociedades Espíritas de Bauru, em seus Departamentos de Doutrina e de Divulgação. Responsável pela instalação do Clube do Livro Espírita de Bauru e pela manutenção da Livraria Espírita, sustentou expressivo movimento de venda de livros que proporcionaram recursos para a construção da sede da USE, em edifício de 3 pavimentos.

Vem empenhando-se em passar sua experiência a outras cidades, a demonstrar como se pode dinamizar a divulgação espírita a partir dessas iniciativas e, ao mesmo tempo, arrecadar recursos para outros serviços.

Colabora assiduamente em jornais e revistas, espíritas. Escreve regularmente para periódicos espíritas de projeção nacional – Reformador, Revista Internacional de Espiritismo, Folha Espírita.

Tem quarenta e oito obras publicadas, com uma tiragem total de perto de dois milhões e duzentos mil exemplares.

É membro da Academia Bauruense de Letras.

Livros editados:

Sobre a vida de Jesus, publicou os livros: Antes Que o Galo Cante, Levanta-te, Não Peques Mais, Paz na Terra, Setenta Vezes Sete, Tua Fé te Salvou, A Constituição Divina, A Presença de Deus, Bem-aventurados os Aflitos, Quem tem Medo dos Espíritos?, Um Jeito de Ser Feliz e Viver em Plenitude.

Com relação a temas da atualidade, tem as seguintes publicações: A Força das Idéias, A Missão do Brasil, Espiritismo, uma Nova Era, Mediunidade Tudo que você precisa saber, Quem tem Medo da Morte?, Reencarnação Tudo que você precisa saber, Temas de Hoje Problemas de Sempre, Tempo de Despertar e Vencendo a Morte e a Obsessão.

Tem também livros editados e relacionados à auto-ajuda, que não são poucos: A Saúde da Alma, Abaixo a Depressão!, Amor, sempre amor!, Em Busca do Homem Novo, Fugindo da Prisão, O Destino em Suas Mãos, Para Rir e Refletir, Para Viver a Grande Mensagem, Quem tem Medo da Obsessão, Rindo e Refletindo com a História, Rindo e Refletindo com Chico Xavier, Rindo e Refletindocom Chico Xavier 2, Suicídio tudo que você Precisa Saber e Uma Razão Para Viver.

Richard Simonetti também se dedica a escrever livros voltados a histórias e crônicas e temos em seu port-folio os seguintes: Atravessando a Rua, Boas Ideias, Endereço Certo, Histórias que Trazem Felicidade, Luzes no Caminho, Mais Histórias que Trazem Felicidade e
O Clamor das Almas.

Artigos publicados são muitos, que podem ser lidos clicando nos títulos abaixo:

•O Santo Casamenteiro

•A Ajuda Divina

•A Conquista da Paz

•A Convivência Perfeita

•A Justiça e a Bondade

•A Mágica Opção

•A Morte da Gata

•A Multa Maior

•A Navalha de Occam

•A Presença Feminina

•A Pulga

•A Sabedoria e o Bom Senso

•Ajudar-se

•Ajudar-se

•Alimentar a Alma

•Alimentar a Alma

•Amor e Paixão

•Amor e Paixão

•Amornamento

•Ampliando Horizontes

•Ampliando Horizontes

•Antes que o Galo Cante

•Antes que o Galo Cante

•Apascentar as Ovelhas

•Aprendizado Eterno

•Aprendizado Eterno

•As Convenções Humanas

•Ataraxia

•Ataraxia

•Átomo Divino

•Átomo Divino

•Bagagem

•Bagagem

•Baldes de D’água

•Baldes de D’água

•Banho no rio

•Boa e Santa Passagem

•Cabelos Compridos

•Cartas enviadas a Revista Super Interessante sobre a reportagem de Chico Xavier

•Cheiro de Lamparina

•Comércio Contestado

•Curados Mas Não Iluminados

•Desamarrações

•Determinismo

•Devorar o Próprio Coração

•Dia dos Vivos

•Do céu para Terra

•Do Modo Mais Difícil

•Elefantes Brancos

•Em Torno de uma Oração

•Encontro Marcado

•Encontro Marcado

•Entrar e Sair

•Estereótipos

•Falar dos Mortos

•Fé Orgulhosa

•Filhos Perfeitos

•Filiação

•Gente do Cristo

•Gente na Praça

•Herdar a Terra

•Homenagens

•Infância e aborrescência

•Inspiração e Transpiração

•Investimentos

•João Mendes – Homenagem

•Lameques e Melecas

•Libertar a Consciência

•Ligar o Desconfiometro

•Mais Frágil que Mal

•Medicina Pioneira

•Neuroses

•No Velório

•Nosso Lar

•Nosso Lar II

•O amor é daltônico

•O Andar de Cima

•O Andar de Cima

•O Ano Aceitável do Senhor

•O Ano Aceitável do Senhor

•O Ateu e o à-toa

•O Ateu e o à-toa

•O Bem e o Mal

•O Calcanhar de Aquiles

•O Chá da Meia-noite

•O Cheiro do Dinheiro

•O Corpo Celeste

•O Endereço de Deus

•O Futuro da Sogra

•O Melhor Referencial

•O Necessário à Vida

•O Perdão dos Pecados

•O preguiçoso

•O Que e o Quem

•O que se pode levar

•O que viemos fazer

•O Retorno de Jesus

•O Saber e o Fazer

•O Sábio e o Pássaro

•O suicídio de Leila Lopes

•O Sumiço de Deus

•O Uso da Gravata

•Os Deuses e o Destino

•Os Magos

•Os segredos do Universo

•Pais Identificados

•Para Evitar a Deserção

•Para evitar surpresas

•Para uma Vida Longa

•Patrimônio Inútil

•Pitágoras e as Vidas Sucessivas

•Ponham a Mão!

•Problemas de Entendimento

•Racismo

•Ranger os dentes

•Receita para ser forte

•Reflexão para o Ano Novo

•Salvo-Conduto

•Santa Simplicidade

•Saúde é Trabalhar

•Sementes

•Sexo

•Sim, sim, não, não!

•Solftware para Eternidade

•Tafofobia

•Tinha que acontecer?

•Toc Toc Toc

•Toda uma Biblioteca

•Um Ano Maravilhoso

•Um Corpo para o Além

•Um Legislador da Pesada

•Um Natal de Verdade

•Vida Abundante

•Vitória Amarga

•Viver no Paraíso

Consta ainda do seu site, o espaço  Pinga Fogo, onde encontramos o que segue:

•Aborto

•Allan Kardec – Espanhol

•Allan Kardec – Francês

•Allan Kardec – Inglês

•Allan Kardec – Português

•Allan Kardec- Alemão

•Bicentenário de Kardec

•Bicentenário de Kardec II

•Chico Xavier é Kardec?

•Um Filósofo Diferente

•O Segredo

•Lei de Causa e Efeito

•Entidades Filantrópicas

•Instituições Espíritas

•O Centro Espírita

•Honesto aos Olhos de Deus

•Consultas

•Ante o Natal

•Balanço existencial

•Carnaval – Festa de Índio

•Dificuldades a superar no Ano Novo

•Finados

•O Nascimento de Jesus

•Todos os dias

•Um Ano Aceitável

•Clubes do Livro Espírita

•Divulgação Espírita

•Nascimento dos Espíritos

•Antes que o Galo Cante

•Apocalípse

•Jesus e o Espiritismo

•Maria

•O Evangelho de Judas

•O Reino

•O Reino de Deus

•Perdão

•Um só Rebanho

•Adultério

•Maternidade

•Planejamento Familiar

•Sobre o Amor

•Triângulo Amoroso

•Fatalidade 1

•Tsunami

•Campanhas

•Entidades Filantrópicas

•Antes que o Galo Cante

•Crianças Índigo

•O Código da Vinci

•O Livro dos Espíritos

•Ainda o Passe

•Contato com os Espíritos

•Desajustes Espirituais

•Influências Espirituais

•Literatura Mediúnica

•Males Encomendados

•Manifestações de Crianças

•Médium Homem e Homem Médium

•Médiuns Curadores

•O Caso Rubens Faria Júnior

•Orientação Mediúnica

•Passe Magnético

•Reuniões Mediúnicas

•Reuniões Mediúnicas II

•Sessões Mediúnicas

•Cemitério

•Céu

•Eutanásia

•Morte

•Os Mamonas Assassinas

•Pena de Morte

•Sem Limites para Fantasia

•Suicídio

•Hernani Guimarães Andrade

•Desemprego

•Escolha da Profissão

•O Futuro do Trabalho

•Trabalho Voluntário

•Evidências

•Metempsicose

•Reencarnação

•Reminiscência Espontânea

•Sabedoria Grega

•Novo Espiritualismo

•O Que é Espiritismo?

•Religião Espírita

•Seitas Fanáticas

•O Câncer

•Sonhos

•Criacionismo

•Juízo Final

•Vida em Marte

•Desarmamento

•Episódio em Goiânia

•O Maníaco do Parque

•O Matador do Cinema

•O Matador do Cinema II

•Sequestro

•Terrorismo

Richard Simonetti mantém na web  o site no link http://www.richardsimonetti.com.br, por onde pode ser mantido contato para palestra e outras finalidades ligadas à literatura e espiritismo.

Na Wikipédia consta o seguinte a respeito do ilustre bauruense:

Richard Simonetti (Bauru10 de outubro de 1935) é um escritor espírita brasileiro.

Durante 36 anos foi presidente do Centro Espírita Amor e Caridade, de Bauru, entidade que realiza amplo trabalho de divulgação da Doutrina Espírita e exercício da filantropia, com perto de 800 voluntários e atendimento de perto de 25.000 carentes, anualmente.

Articulou o movimento inicial de instalação dos Clubes do Livro Espírita, que prestam relevantes serviços de divulgação em dezenas de cidades. É colaborador assíduo de jornais e revistas espíritas, notadamente O ReformadorO Clarim e Folha Espírita. Vem percorrendo todos os estados brasileiros e alguns países em palestras de divulgação da Doutrina Espírita.

Para melhor conhecimento, vamos a uma palestra ministrada por Richard Simonetti, com recursos do Youtube:

Vamos agora à sessão perguntas e respostas com Richard Simonetti, publicada pelo site Visão Espírita, enviada pelo leitor Jader Nilo:

1 – O que dizer da manifestação de pretos velhos no Centro Espírita, com seu linguajar peculiar? Não devem ser estimulados a mudar a postura, instruindo-se?

Parece-me que a evolução não tem nada a ver com a expressão física ou linguística. Espíritos que se manifestam como pretos velhos podem ser muito evoluídos, tanto quanto branquelos podem ser atrasados.

2 – O problema é quando Espíritos apresentam-se como orientadores. Fica complicado aceitar que um mentor não tenha aprendido a falar.

Kardec orienta que devemos considerar o conteúdo, não a forma. Respeitando a opção do Espírito, tudo o que nos compete avaliar é se sua mensagem guarda compatibilidade com os princípios espíritas.

3 – Não devemos, portanto, opor resistência à manifestação de pretos velhos, índios, caboclos?…

Não vejo motivo para cultivar preconceitos, mesmo porque, não raro, Espíritos dessa condição, menos esclarecidos e ainda vinculados às tradições da raça, manifestam-se para serem ajudados, não para receberem lições de português.

4 – E se estivermos diante de um condicionamento mediúnico, médiuns falando como pretos velhos por imitação?

É um problema que compete ao dirigente resolver, avaliando se está diante de manifestação autêntica ou de mero condicionamento a partir da influência de outros médiuns. Não costuma acontecer com médiuns que se preparam adequadamente em cursos específicos sobre mediunidade.

5 – Diante de uma manifestação autêntica, se o preto velho é um Espírito evoluído, não será razoável que se manifeste com linguagem escorreita, sem maneirismos?

Penso que não devemos impor condições ao manifestante. Os Espíritos desencarnados, quando evoluídos, podem adotar a forma e o linguajar que lhes aprouver. É uma opção e um direito.

6 – Por que o fazem?
Pretos velhos revivem, nas manifestações, o tempo em que estiveram em regime de escravidão, que lhes foi muito útil, ajudando-os a superar o orgulho que marca o comportamento humano. É uma homenagem que prestam à raça negra e um exercício de humildade.

7 – Quanto à morfologia perispiritual, tudo bem. Quanto à palavra, não seria interessante usar uma linguagem atual, não africanizada?

Pode acontecer, mas aí vai depender do próprio grupo e de uma adequação dos médiuns. O Centro Espírita Amor e Caridade, em Bauru, foi orientado desde sua fundação, em 1919, por uma corrente africana. Seus representantes, em dado momento, observando a evolução do grupo, na década de 40, disseram: Pretalhada vai vestir casaca. Anunciavam por esta metáfora que a partir daquele momento eliminariam as expressões africanizadas, o que de fato ocorreu.

8 – Devemos, então, admitir que esses Espíritos façam uma adequação do linguajar, de conformidade com as tendências ou necessidades do grupo?

Exatamente. Um confrade, médium vidente, visitou certa feita um grande terreiro de Umbanda, em Vitória, Espírito Santo. Viu algo que o perturbou: o Espírito Frederico Figner, que foi dedicado diretor da Federação Espírita Brasileira, manifestar-se como um preto velho. Julgou estar tendo uma alucinação e logo esqueceu. Algum tempo depois, em visita a Uberaba, ouviu alguém perguntar a Chico Xavier por onde andaria Frederico Figner. E o médium: Anda dando assistência a um terreiro de umbanda em Vitória, no Espírito Santo.