Os tropeiros e sua cultura – veja programa da TV Unesp

Os tropeiros eram condutores de tropas de cavalo ou mulas, que atravessavam extensas áreas transportando gado e mercadorias.

Foto do site da TV UnesptropeiroOs percursos podiam durar várias semanas e envolvendo regiões do Sul, Sudeste e Cento-Oeste do Brasil. Essa atividade existiu desde o século 17, até início do século 20.

A partir do século 18, pequenos povoados começaram a surgir ao longo do trajeto das tropas, principalmente no Sul e Sudeste, onde os tropeiros paravam para trocar mercadorias e o gado podia pastar.

O comércio nesses povoados desenvolvia-se naturalmente para atender as tropas, ao mesmo tempo em que os tropeiros levavam e traziam mercadorias para esses povoados. Os tropeiros prestaram, assim, importante contribuição ao desenvolvimento das regiões por onde passaram e foram responsáveis pela integração econômica e cultural entre muitas regiões longínquas do Brasil Colônia, com o aparecimento de vilas, freguesias e cidades.

Saiba mais pela Wikipédia.

A propósito do tema, Tathiana R. Saqueto assina matéria para a TV Unesp.

O tropeirismo contribuiu para o desenvolvimento do Brasil e deixou um legado repleto de cultura, costumes e muita saudade.

A equipe da TV Unesp foi até o Museu do Tropeiro em Boituva, interior de São Paulo, para relembrar essa época. Lá, conversaram com o “Seu” Cruz, neto e filho e tropeiros.

Em Bauru, a Comitiva “Os pega nada” mostrou um pouco da comida tropeira e falou da famosa queima do alho.

Veja matéria publicada na TV Unesp:

botao-voltar

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.