Os méritos da nossa Faculdade de Odontologia

O bauruense tem motivos de sobra para comemorar a posição alcançada pela Faculdade de Odontologia da USP, em nível mundial. Ela se situa na 18ª posição. De Bauru é a única a ostentar importante posto.

Ela sai de uma lista divulgada nesta semana que classificou pela terceira vez consecutiva o curso de odontologia da USP como um dos melhores do mundo. Além do campus de Bauru (FOB), o curso também é dado nas cidades de Ribeirão Preto e São Paulo (vai entender os critérios – acho que estamos exportando prestígio).

O ranking elaborado pela organização britânica Quacquarelli Symonds levou em conta critérios, como o número de publicações científicas, número de citações em artigos acadêmicos, entre outros. No total, o ranking que classificou o curso de odontologia da USP como o 18º melhor, analisou cerca de 4.438 universidades de todo o mundo. Fica a pergunta: como ficam as demais faculdades com “campi” em Bauru, especialmente a Unesp, que custa os tufos da cara? Tempo de analisar cursto-benefício.

Aguarda-se uma explicação plausível, até para defesa, levando em conta que a faculdade tem até uma emissora de televisão, o que poderia proporcionar um número de produção acadêmica com qualidade e quantidade, fazendo uso de um dos pilares da universidade (com a palavra a reitoria). Falamos da Unesp Bauru e das demais e fica aberta a temporada para discussão a respeito.

Outras quatro universidades brasileiras também foram citadas no ranking das 50 melhores: o curso de odontologia e veterinária da Unesp (não de Bauru), odontologia, agricultura e ciências florestais da Unicamp, cursos ligados a esportes da UFMG e antropologia da UFRJ.

A USP também teve outros cursos classificados entre os 50 melhores. Confira a lista:

25.ª: Engenharia de minérios e minas;
31.ª: ciências da atividade física e esportes;
35.ª arquitetura e silvicultura;
38.ª: ciência veterinária;
42.ª arte e design;
42.ª antropologia;
50.ª: direito.

(*) Renato Cardoso, o autor, é jornalista, publicitário e bacharel em direito.