Antiga estação: pátio para resgatar história

Se não tem jeito, dá-se um jeito e, nesse sentido, parece que a antiga estação ferroviária parte para ser um local de atividade cultural, com manifestação popular, como é o caso do grafite assinado por Ton Peres, lembrando a “Tia Eny Cesarino“. Tudo entre som animado de hip-hop e outros gêneros a fazer fundo adequado.

O bom é que tudo se resolve de forma harmônica, com manifestações de todos os tipos, como é o caso de lançamento de livros e atividades outras. Os artistas da cidade parece que já adotaram o local e só falta aquele apoio a mais por parte da prefeitura municipal. O ponto recebeu super aprovação para fotos e filmagens. Umas fotos de máquinas e vagões cairão bem e isso é questão de tempo… chegaremos lá.

Tudo caminha para, sem deméritos e sem censura, termos quadros da época da Casa da Eny, relíquias sobre o sanduíche bauru, fotos históricas de nossa trajetória jornalística e muito mais.

A imagem a seguir é de divulgação e mostra com clareza o luxo da época na Casa da Eny (veja matéria completa clicando aqui).